Prefeitura substitui lâmpadas queimadas em luminárias ornamentais da cidade

image

Enquanto a Prefeitura de Jales não define, através de concorrência pública, a contratação de uma empresa que será responsável pelo serviço de manutenção da iluminação pública no município, a Secretaria de  Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Mobilidade Urbana, iniciou, na semana passada a substituição de lâmpadas queimadas nas luminárias ornamentais dos canteiros centrais no prolongamento da Avenida Francisco Jalles, nas proximidades do Hospital de Amor, até o entroncamento com a Avenida Shiguero Kitayama. Outros pontos da cidade também terão lâmpadas danificadas substituídas.

No final do ano passado foi anunciado que a companhia concessionária do fornecimento de energia elétrica iria deixar definitivamente o serviço de manutenção da iluminação pública e deverá ser substituída por uma empresa privada que será paga pela prefeitura através da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) cobrada mensalmente dos moradores.

Como forma de compensação, a Elektro deverá doar o equivalente a R$ 500 mil em lâmpadas de LED para substituir as lâmpadas de mercúrio, que consomem mais. A troca proporcionará economia ao município. “Pretendemos juntar esse valor com cerca de R$ 500 mil provenientes da arrecadação da CIP, que já temos em caixa, e vamos investir cerca de R$ 1 milhão na troca de todas as lâmpadas de mercúrio por luminárias de LED. Isso vai proporcionar uma economia significativa na conta que a prefeitura paga para a Elektro”, ressalta o secretário Nilton Suetugo.

“Temos diversos locais cuja iluminação pública ornamental implantada em Jales há anos atrás e de responsabilidade da Prefeitura, apresentam diversos problemas, talvez pela qualidade dos equipamentos, de um projeto possivelmente mal instalado. Temos problema de apagões, muitas lâmpadas queimadas a até insuficiência de rede. Temos vários locais que utilizam lâmpadas de vapor de sódio, aquela amarelada, e algumas com vapor de mercúrio, iluminações muito precárias e que não proporcionam boa iluminação. Nosso objetivo é, após a transferência do sistema de iluminação para uma empresa privada, onde aguardamos manifestação da Justiça Federal para suspensão de uma ação, possamos fazer gradativamente a substituição por luminárias de LED, mais moderna, que geram economia de praticamente de 65% no consumo de energia e também luminosidade adequada e apropriada, para a segurança da população”.

Em novembro, a Prefeitura já tinha adquirido materiais para fazer a substituição das lâmpadas queimadas no prolongamento da Avenida Francisco Jalles, porém a equipe que dá o apoio técnico para a instalação precisou ser deslocada para outro serviço da Prefeitura. “Tivemos uma intercorrência, mas agora estamos realizando a substituição das lâmpadas queimadas, instalação de alguns dispositivos para podermos melhorar a luminosidade e conservação das luminárias ornamentais”.

Nessa primeira etapa será feito o prolongamento da Avenida Francisco Jalles, depois será feita uma intervenção necessária no prolongamento da Avenida João Amadeu até o Jales Clube e em parte da Avenida Paulo Marcondes. “Infelizmente, no passado, quando a Prefeitura fez a instalação das luminárias ornamentais nesses locais, foram colocados postes metálicos inadequados, muito esbeltos, mas que, com qualquer esbarrão causado por acidentes, danifica os postes que não tem reparos, já que ficam completamente retorcidos”, frisou Niltinho.

A Prefeitura, paralelamente à substituição das lâmpadas, realiza outras intervenções. “A iluminação pública é prioridade para a nossa administração. A população não pode e não vai viver no escuro. Ainda dependemos da solução do problema na justiça, mas enquanto isso não acontece, estamos fazendo a nossa parte para garantir segurança à população”, enfatizou o prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá.

“Nossa grande expectativa é mudar essa sistemática e transferir a substituição dessas lâmpadas por um parque de iluminação muito melhor, totalmente modernizado com LED. Dependemos de um projeto que já estamos avaliando se é interessante ou não para o município, vamos receber algumas propostas e vermos se é viável ou não. Ele pode beneficiar muito a cidade, mas temos que tomar o devido cuidado, agir com cautela, porque existem muitos aventureiros nessa área e não vamos, de forma alguma, deixar o município em pior situação do que está atualmente em função do amadorismo do passado”, finalizou o secretário Nilton Suetugo.

Por Secretária de Comunicação

 

Fale conosco

Obrigado por entrar em contato com a gente :)

Informe um nome

Informe um Email válido

A mensagem não pode ser vazia