Além das comemorações do dia da Independência do Brasil, dia 7 de setembro (sexta-feira) foi data da 4ª edição do “Sarau no Ponto”, realizado pela Escola Livre de Teatro em frente ao Ponto de Cultura, na área externa do Tetro Municipal, esquina entre as ruas sete e seis.

O evento que recebe o apoio da Prefeitura de Jales teve início exatamente às 19h33. “Esse horário estipulado é exatamente para causar estranhamento e curiosidade, para ser diferente e que chame a atenção”, explicou Clayton Campos, diretor da Escola.

O principal objetivo do Sarau é romper com todos os padrões de apresentações formais, promovendo um encontro entre artistas, diretores e de preferência com o público, não havendo a divisão entre palco e plateia.

O ambiente foi composto por almofadas, cadeiras, tapetes, colchões, colchonetes, bancos e poltronas para justamente criar clima de aconchego e mais interação entre o público. De acordo com a organização, passaram por lá em torno de 300 pessoas entre todos os momentos das temáticas.

A noite contou com o Pontinho de Cultura, um cantinho para as crianças com oficinas e brincadeiras; espaço Pé de Poesia (novidade no evento); Banca do Livro, onde proporciona troca de livros usados; Espaço Artes Plásticas, com exposição de desenhos e quadros de artistas de Jales; Oficina Filtro dos Sonhos; espaço Aqui se Faz palco de várias apresentações de música, dança, poesia, arte e saberes; na culinária, a praça de alimentação incluiu a Barraca da Baiana, venda de comidas tipicamente brasileira.

“Para mim, participar do Sarau foi uma grande satisfação, ainda mais por poder apresentar minhas composições, pois foi o único espaço cultural em Jales que pude realizar tal feito. Esse dia vai ficar na história da minha vida. Ali, cantei uma música que estava guardada a mais de 15 anos, e ainda juntar meus amigos. Fico muito honrado, só tenho a agradecer ao Sarau no Ponto”, disse Lailson Martins, cantor e compositor mais conhecido como Leleko, marcou a noite de apresentações.