Nos dias 17 e 22, os escritórios de contabilidade do município de Jales participaram de uma capacitação feita em duas etapas na Câmara Municipal, realizada pela prestadora de serviços de gerenciamento da gestão tributária da Prefeitura de Jales, a RLZ – Sistemas de Informação Municipal.

No dia 17, sexta-feira, a primeira etapa foi explanada diretor técnico da RLZ, Ivan Aparecido dos Santos, que falou sobre a inovação de abertura de empresas pela internet, por meio do site mantido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, a Via Rápida Empresa – VRE.

“O propósito desta etapa é descomplicar a vida do cidadão, contabilistas e usuários na desburocratização de abertura e licenciamento de empresas. Esta facilidade consiste na incorporação virtual do sistema, no qual a pessoa jurídica pode ter geração de CNPJ na Receita Federal e a emissão do Certificado de Licenciamento Integrado (CLI). O processo simplifica e muito os empreendedores que querem se formalizar, chocando positivamente no progresso local e na constituição de emprego e renda”, explicou Ivan.

O sistema integra os órgãos estaduais do Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), proporcionando o licenciamento de empresas de baixo risco em um curto espaço de tempo, podendo ser abertas em até cinco dias. Em caso de abertura de empresas de médio e alto risco, será analisado com mais precisão pela Secretaria de Planejamento do município.

O site Via Rápida Empresa transmite 100% dos dados de abertura de empresa para a Prefeitura de Jales, sendo possível para o empresário acompanhar de forma online, no mesmo certificado, o alvará municipal e a análise de viabilidade de localização e autorização de funcionamento.

NOVO SISTEMA

 

Na quarta-feira, dia 22, também na Câmara Municipal, aconteceu a segunda etapa da capacitação realizada pela RLZ Informática, inaugurando o programa de Captação das Informações dos Contribuintes em Arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e DIPAM (Declaração para o Índice de Participação dos Municípios), no qual os colaboradores têm que lançar para a Secretaria de Fazenda de Jales e, a mesma, transmite para a Receita Federal.

Participaram da apresentação do novo sistema os contadores dos escritórios de contabilidade de Jales, para assim conhecerem melhor e de que forma, poder lançar os dados das empresas que prestam serviços.

Guilherme Zoma, analista da RLZ, afirma que o sistema é o responsável por captar as informações que os contribuintes transmitem para Secretaria da Fazenda do município, agora tendo a oportunidade de acompanhar o valor de repasse do governo.

“O município, com esse novo acompanhamento de dados vinculados, vai começar a ter um acompanhamento referente ao valor adicionado, ver quanto volta, quanto o Estado tem que repassar a quantia certa, porque o ICMS é arrecadado 100% das empresas, que é o Imposto Estadual, e volta 25% para os municípios. Então a partir deste sistema, nós vamos saber o quanto o município de Jales contribui na quantia dos 100% com o Estado e quanto o mesmo tem que repassar para o município”, informou Guilherme.