Na manhã da terça-feira, 28 de julho, a Casa de Apoio ao Migrante, em parceria com o SAE/CTA (Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento) e Vigilância Sanitária realizou uma ação na área da antiga estação da Fepasa, onde foram atendidas pessoas em situação de rua, que se abrigam com frequência naquele local.

Durante a abordagem, os profissionais orientaram sobre saúde, higiene, prevenção de doenças e IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Servidoras do SAE/CTA realizaram testes rápidos de hepatite, sífilis e HIV, além de enfatizarem a importância da prevenção e cuidados que garantem melhorias na qualidade de vida e no bem-estar.

“Os moradores em situação de rua muitas vezes têm condições de vida muito precárias, devido à falta de infraestrutura. O trabalho de conscientização é importante para cada um deles e os testes rápidos também, pra podermos checar o estado de saúde”, afirmou a coordenadora da Casa do Migrante, Sirlei Lopes Barrientos Marcelino.

Na ocasião também foram testados todos os moradores e funcionários da Casa de Apoio ao Migrante. A ação respeitou os devidos cuidados em relação à pandemia do coronavírus.

A ação conjunta teve participação do SAE/CTA, Vigilância Sanitária e Casa de Apoio ao Migrante

Testes rápidos foram aplicados nos moradores que se encontram em situação de rua