Na tarde da última quarta-feira, dia 28 de agosto, a Central de Atenção ao Egresso e Família – CAEF de Jales promoveu a 1ª Oficina de Empregabilidade para capacitar o público desempregado atendido pelo programa que busca por um emprego formal. A oficina proporcionou dicas importantes auxiliando os participantes tanto na elaboração do currículo quanto no modo de comportar-se em uma entrevista de emprego, além de também traçar o perfil profissional dos usuários e mostrar novas perspectivas no campo profissional e pessoal.

Tahymy Hyrys de Souza Oliveira, assistente social responsável pela Central, diz estar esperançosa para que as pessoas atendidas conquistem emprego, pois trabalhar as potencialidades do indivíduo é de total relevância na sua valorização, visto que, quando o sujeito tem conhecimento de seu potencial, ele estará disposto a conquistar seus ideais e passará a confiar em si mesmo, e consequentemente, terá uma melhora na autoestima, possibilitando sua emancipação e proporção de dignidade.

“Vale ressaltar que a intenção do bate-papo é oportunizar essas pessoas que em sua maioria tem pouco estudo, não possuem cursos ou graduação, nem capacitação profissional, além do fato de estar se apresentando à justiça, que é um ponto desfavorável na busca pelo emprego. Dessa forma, a Oficina pretende explorar as potencialidades desses indivíduos e utiliza-las de maneira positiva na busca pelo emprego”, completou Tahymy.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Jales (FSS), Glauciane Pontes Helena Franco também esteve presente na oficina e colocou-se à disposição para amparar os atendidos pela Central por meio de cursos oferecidos pelo FSS e a participação diretamente da capacitação.

O CAEF

A Central de Atenção ao Egresso e a Família de Jales está em funcionamento desde outubro de 2018. Neste período já conta com 490 pessoas que estão em acompanhamento. Hoje, apresenta 16% dessas pessoas estão desempregadas ou trabalhando informalmente, apresentando situação de vulnerabilidade social.

O CAEF trata-se de um equipamento da política pública de inclusão social que visa o atendimento e o acolhimento de indivíduos que já passaram pela privação de liberdade ou que estão cumprindo alguma pena, promovendo condições para a retomada da vida social com autonomia e responsabilidade.

O objetivo da inclusão social é garantir o acesso a direitos sociais básicos, tendo como estratégia a construção de redes sociais no sentido de fomentar múltiplas parcerias que permitam uma percepção global dos recursos da comunidade.

As Centrais contam com parceiros para proporcionar este serviço nas cidades onde atuam e viabilizam projetos e ações que reintegrem o cidadão à comunidade a qual pertence. Promovem o acolhimento e oferecem suporte aos pré-egressos, egressos e seus familiares que residem no município, oferecendo orientações psicossociais e jurídicas, inserção em programas de capacitação profissional, geração de emprego, renda e regularização de documentos pessoais.

O CAEF jalesense conta atualmente com a colaboração da equipe formada por Tahymy Hyrys de Souza Oliveira, assistente social responsável, Gabrielli Fernanda dos Anjos Leite, estagiária de direito e Beatriz Gonçalves Batista e Beatriz Moreira Rodrigues Ortega, estagiárias de serviço social.