Com o objetivo de habilitar trabalhadores contra princípios de incêndio em vegetações e combate a queimadas, foi ministrada na manhã de terça (28), uma capacitação para servidores da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Meio Ambiente, promovida no Viveiro Municipal de Jales. As orientações foram dadas pelo segundo Sargento da Subunidade do 13º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Jales, Eberson Corrêa Nozaki.

A capacitação abrangeu temas como teoria de incêndio em vegetação; incêndio em florestas; parte prática de combate; maneabilidade com a utilização de mangueiras; utilização de equipamentos para combate a fogo; cuidados no atendimento a ocorrências, visando diminuir os riscos que apresentam para o bombeiro e/ou brigadista; instruções de como identificar fatores de propagação do fogo em mata; e como classificar o tamanho e a proporção do fogo e discernir as ações necessárias para o combate.

O bombeiro Eberson também ressaltou em suas explicações a importância da criação de métodos preventivos, como aceiros e áreas tombadas ao redor das plantações e reservas, que, em caso de queimadas, evita que o fogo avance a partir dessas limitações. A Secretaria de Agricultura, que atualmente realiza a recuperação do Bosque Municipal, já providenciou tais medidas.

A equipe de servidores da Prefeitura, comandada pelo coordenador da Defesa Civil Municipal, Paulo Corrêa, manuseou abafadores, sopradores e mangueira de combate ao fogo durante a habilitação. As orientações de manejo foram seguidas a risca, já que a utilização sem os devidos cuidados pode causar acidentes aos brigadistas. Itens de EPIs (Equipamentos de proteção individual) como capacetes, bandagens, óculos de proteção, luvas de couro, botas de cano longo, entre outros também foram apresentados pelo sargento Nozaki.

“O treinamento é de extrema importância para evitar que, se caso houver novos focos de incêndios, estes se propaguem e causem grandes perdas, como o ocorrido com o Bosque Municipal Aristóphano Brasileiro de Souza, em setembro do ano passado”, realçou Paulo Corrêa.