O Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) anunciou a liberação de recursos financeiros para serem utilizados em obras de galerias de águas pluviais que fazem parte do Projeto de Combate à Erosão do Córrego do Tamboril. As benfeitorias serão realizadas no Jardim São Judas Tadeu.

Recursos no montante de R$ 394.681,64 foram viabilizados para realizar as obras nas ruas Amazonas, Joaquim Catarino, João Batista de Melo e São José. Na sexta-feira, 27 de setembro, durante a 59ª Reunião Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São José dos Dourados, presidida pelo prefeito de Jales, Flávio Prandi Franco, o Flá, foi aprovado o projeto desenvolvido pela Prefeitura de Jales.

Em 2018, já havia sido aprovado, dentro do projeto de “Combate à Erosão do Córrego do Tamboril, através de drenagem urbana”, no valor total de R$ 452.798,92, sendo R$ 346.428,52 viabilizados pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) e R$ 106.370,40 de contrapartida municipal, a primeira etapa da execução do novo sistema de drenagem de águas pluviais do Jardim do Bosque.

Os Comitês de Bacias são colegiados formados por uma tripartite composta por membros das prefeituras (prefeito), dos órgãos públicos do Estado e das entidades da sociedade civil, que deliberam os mais diversos assuntos relacionados à recuperação e à preservação dos Recursos Hídricos no Estado de São Paulo.

O secretário municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Mobilidade Urbana, Nilton Suetugo, presente na reunião da última sexta-feira, ressaltou que “Jales foi classificada em primeiro lugar na pontuação do FEHIDRO e que, em breve, os recursos serão formalizados e repassados ao município, mostrando que a cidade está no caminho certo quando se trata de combate à erosões do Córrego do Tamboril”.