A Prefeitura de Jales, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou na última quarta-feira, 07 de março, uma Audiência Pública para prestação de contas à população das ações realizadas pela pasta.

A ação realizada no Plenário Presidente Tancredo Neves, da Câmara Municipal de Jales, tornou público o desempenho físico e financeiro das ações de saúde referente ao 3º quadrimestre de 2017, em cumprimento a Lei Complementar 141 de 2012 que dispõem sobre os valores a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde.

A prestação de contas foi conduzida pela secretária municipal de saúde, Maria Aparecida Moreira Martins e contou com a participação da chefe de gabinete da pasta,  Patrícia Albarello,  os representantes da Secretaria, Roseli Aparecida Doro de Carvalho e Claudio Rodrigues Mota, ocontador da Secretaria Municipal de Fazenda, André Wilson Neves da Silva, além da presença de integrantes do conselhos locais, conselho municipal, entidades, vereadores, servidores municipais e população.

Durante a audiência a secretária de saúde Maria Aparecida apresentou o relatório detalhado sobre as ações específicas, citando números de atendimentos, procedimentos, investimentos, capacitações, entre outras, que contém informações referentes a toda movimentação financeira realizada no período, indicando, por exemplo, o montante e fontes dos recursos aplicados, receitas de impostos e transferências constitucionais.

De acordo com Maria Aparecida, o município excedeu a margem dos 15% dos recursos mínimos – próprios do tesouro da arrecadação dos impostos – que devem ser aplicados anualmente em ações e serviços públicos de saúde, atingindo 27,44%, o que significa que a saúde tem sido uma das grandes prioridadesda administração municipal.

A secretária salientou que para aumentar a resolutividade do atendimento dos problemas apontados pelos usuários nas unidades básicas, a municipalidade tem investido em equipamentos, insumos e materiais hospitalares necessários para o trabalho com qualidade e que atendam a demanda dos usuários de saúde,otimizando pequenos atendimentos que seriam encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento – UPA.

Por Secretaria de Comunicação