Entre os dias 25 e 26 de setembro, aconteceu no Hotel Braston de São Paulo/SP, o Fórum de Dirigentes em Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/AIDS e o Curso de Gestão e Planejamento para Coordenadores Municipais do Programa HIV/AIDS/ISTs, que teve a participação da Secretaria Municipal de Saúde de Jales por meio do Serviço de Assistência Especializada e Centro de Testagem e Aconselhamento – SAE/CTA, representado pela coordenadora Dieine Morise Garcia.

A principal finalidade do Fórum é reunir as diferentes categorias de profissionais que produzem saúde no Estado para discutir assuntos contemporâneos sobre como promover a saúde, um direito humano.

Foram abordados temas como a articulação do governo e sociedade civil; consolidação da rede de cuidados no estado; implementação das linhas de cuidados no estado de São Paulo; perspectiva do grupo técnico regional – GTR da rede de cuidados em IST/HIV/AIDS de São José do Rio Preto; perspectiva da sociedade civil – ONG APPA; Promoção e Prevenção; Diagnostico e Vinculação; como visibilizar a ampliação do acesso às populações mais vulneráveis ao diagnóstico e tratamento do HIV e sífilis; parceria com ONGs na ampliação do acesso ao diagnóstico de HIV e sífilis; desafios da vinculação na testagem do HIV e da Sífilis no SAE; Retenção, Tratamento e Adesão; desafios nas etapas dos cuidados contínuos da PVHIV; ferramentas para monitoramento do diagnóstico clínico e o papel da equipe multidisciplinar no seguimento dos usuários dentro da conjuntura atual.

A coordenadora do SAE/CTA de Jales, Dieine Morise Garcia, teve a oportunidade de expor o trabalho que o serviço vem realizando na cidade e ressalta que eventos como esse renovam o encorajamento para continuar promovendo saúde a quem necessita. “Neste Fórum de Dirigentes tive a oportunidade de ter um encontro com outros coordenadores, e isso nos dá um novo gás para continuar a caminhada, nos encoraja a continuar lutando pela saúde pública. As parcerias devem ser ampliadas em nosso município e região para que a qualidade do serviço prestado tenha excelência, monitoramento contínuo, sendo que as metas devem ser específicas, mensuráveis, adequadas, realísticas e em tempo hábil”.