A Prefeitura Municipal de Jales, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, promoveu na quinta-feira, 8 de março, na sede do Sindicato Rural de Jales uma reunião de sensibilização da Sericicultura, conhecida como produção de bicho de seda, cultura que já foi muito popular na região Noroeste Paulista. Na oportunidade, os produtores participaram de uma interação com represtantes da BRATAC de Bastos/SP.

O mercado agrícola passa por grandes transformações de acordo com a necessidade de produção e valorização de produtos de cada época. A criação de bicho da seda voltou à ocupar uma posição de destaque entre os produtores rurais, principalmente nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, com uma excelente oportunidade de se conquistar uma renda extra para o sustento familiar em determinadas localidades.

Visando construir um espaço que favoreça a atuação dos produtores interessados em aderir a esta criação, a reunião possibilitou uma apresentação para o conhecimento e contato com todos os processos que envolvem o gerenciamento de uma propriedade que receba esta cultura.  O encontro reuniu produtores, técnicos e pessoas interessadas em conhecer melhor as novas tecnologias que estão envolvidas para esta atividade.

Segundo a engenheira agrônoma da Secretaria de Agricultura, Silvia Andreu Avelhaneda Pigari, “a grande transformação da sericicultura nos últimos anos ocorre com a diminuição da mão de obra necessária no manejo. Para as famílias que produziam anteriormente eram necessário grande investimento de tempo, com um trabalho exaustivo e desgastante, ocasionando a extinção desta atividade em nossa região”.

A sericicultura voltou a receber uma maior atenção dos agricultores e maior destaque, com a ampliação dos números de famílias que produzem com esta atividade e por meio dela tem conquistado uma renda maior, com novas oportunidades. Tal ascensão se torna possível pelas características que englobam o baixo custo de investimento, com a necessidade de uma pequena área para o plantio da amoreira (necessária para o sustento da produção), o número reduzido de mão de obra e o enquadramento com da atividade no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF).

A reunião de sensibilização sobre a sericicultura foi ministrada por representantes da BRATAC da cidade de Bastos/SP, quando ocorreram todas as instruções necessárias, bem com uma apresentação das plantas, lagartas e seus respectivos casulos.  A Bratac é uma empresa 100% brasileira, atuando a mais de 70 anos no segmento de fiação de seda natural, sendo uma das empresas que mais investem em pesquisas. Ciente de suas responsabilidades sociais e ambientais tem como missão pesquisar e desenvolver para produzir de forma competitiva produtos de alta qualidade. A empresa ainda presta serviços de assistência técnica permanente e gratuita aos interessados em iniciarem essa atividade.

Mais informações podem ser obtidas com a engenheira agrônoma, Silvia Andreu Avelhaneda Pigari, na sede da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Jales, localizada na Rua Nova York, n°1016, Jardim Monterei.